13 dezembro 2007

Uma por dia... – No natal devemos ser tolerantes

Apreciemos as qualidades que nunca mais nos serão apresentadas, porque o Natal é uma data mesmo especial.
Reparem naquela criança do lado esquerdo que tenta o suicídio com a pistola do homem-aranha. Ainda bem que só recebe as balas no próximo natal, senão não seria possível partilhar até ao fim esta melodiosa actuação.
Já sabem, neste natal não ofereçam balas...

6 comentários:

filipe m. disse...

... este é que é o Gaiteiro?

... volta Anika, estás perdoada...

Al Cunha José disse...

A Anika depois de ver isto nunca mais voltará. Nem precisa de perdão.

O Gaiteiro disse...

Não... Não é o gaiteiro...
Mais: tolerância tem limetes e isto ultrapassa todos os limites da tolerância..
Eu sei do que falo porque já ouvi milhares destas audições.
No entanto caros confrades acreditem... por muito mau que isto seja, efectivamente não se compara ao nosso bem amado Pastor do 382U a cantar o "Baleizão". Isso sim, é um espetáculo terrífico só comparável ao Fredy Kruger.

O Gaiteiro disse...

É mesmo de Arepiar........

Al Cunha José disse...

"nosso bem amado Pastor"...?
Pera aí. cada um fala por si.
Eu cá acho que ele até canta parecido com o Fredy Mercury (cromo)

isabel disse...

"No natal devemos ser tolerantes"
Porquê?
Não me apetece!