07 abril 2008

Pravda (se pudesse, juro que escrevia em russo...)





O que é que o Chalana tem a ver com o "pravda"? Quem ouviu o homem hoje dizer o que disse pensou que "ou ele é do clube do Vilarinho e do Toni" ou então "é dono da pravda"! Então não é que só ele, o outro (o pneumático que ligou - como foi possível ver no directo da Sportv - no fim do jogo à Morgado a fazer queixinhas e a pedir para inspeccionar a própria judiciária porque, e passo a citar, "Os resultados estão a ser viciados jogo a jogo" - cito para não ser acusado de fazer uma acusação tão grave) e o Rui Costa (que andou à batatada já no túnel) viram o que só os ceguinhos conseguiram ver? 2 Penaltis! E, ainda por cima, nenhum deles foi o que o árbitro espoliou ao Boavista!
O homem dos pneus ainda tem a desculpa de estar a falar com a juiza... o Rui Costa pode sempre argumentar que, como director desportivo, voltou ao túnel (sim, ele já estava no balneário) para assinar o contrato com moço que falhou o penalti – sim, ele vai para lá no próximo ano! -, mas o Chalana?????? Bons tempos em que ele ia à televisão com a Anabela e, quando lhe colocavam uma pergunta, ela se antecipava, não o deixando assim dizer disparates! Volta Anabela: estás perdoada!
AH! é verdade (o pravda outra vez!): não é que o mesmo Chalana veio dizer, no final do jogo que haviam de vencer "contra tudo e contra todos" (já cita o Pinto da Costa) e que os estavam "a empurrar para baixo. É uma vergonha." Não é uma vergonha (Einstein explica isso muito bem aqui), é a lei da gravidade...

PS: Estranho muito que o Benfica, em 2 ou 3 semanas, tenha reaprendido a jogar futebol... e ainda dizem que aquele abraço a Camacho em Alvalade não foi um abraço da morte! Senão vejamos: mal ele sai o Rui Costa passa a falar como director desportivo; o Chalana diz que os jogadores fazem coisas que nunca até aí tinham feito (já ganharam um jogo!); os jogadores passam até a jogar algum futebol... Bem, por mim, podia até ter reaprendido mais cedo. Sempre trazia alguma emoção ao campeonato! Já que não é assim, vejo-me obrigado a torcer pelo Vitória de Guimarães... o meu pai até nasceu para aqueles lados!

10 comentários:

Ana Ferreira disse...

Concluo deste post que tens família espalhada por todo o Portugal ;)

Ana Ferreira disse...

Agora com o campeonato ganho, os portistas não têm com que se entreter, há que divertir as hostes e é isso que os dois marretas fazem. Só temos que agradecer. Ah é interessante saber que o homem dos pneus chega assim tão facilmente à fala com a dos Canaviais...

m.camilo disse...

Realmente, eu também não consigo compreender como é que as autoridades desportivas ou outras não põem cobro ao que se está a passar...
Eles até se dão ao luxo de andar a oferecer jarras de cristal para que lhes seja facilitada a vida em campo e não recebem nada em troca? Mas...mas...isto é gozar com a instituiçom. E o cristal 'tá caro como ó caraças...xiça! que nojo de gente...

m.camilo disse...

Nem de propósito, vou aproveitar mais uma excelente crónica do Jorge Maia:
Sucesso

JORGE MAIA in O Jogo de hoje

Nem sempre é fácil conviver com o sucesso a nível desportivo, e não é só porque as taças ocupem muito espaço. Acontece que o sucesso de uns resulta inevitavelmente no insucesso de outros. E é por isso que um dos maiores inimigos do FC Porto, e de Pinto da Costa em particular, é precisamente o seu sucesso, reiterado. Ou mais precisamente, o insucesso que impõe aos outros, reiteradamente. Especialmente quando os outros são sete ou oito milhões de almas. Penadas, neste caso. Por outras palavras, se os outros não fossem tão mal sucedidos na gestão desportiva dos respectivos clubes, tal como o sucesso do FC Porto impõe que sejam, não teriam tanta necessidade de atacar os agora tricampeões nacionais, nem sentiriam a urgência de descredibilizar um negócio que, claramente, não dominam. Nesse sentido, a conquista do tricampeonato não deixa de ser uma notícia preocupante para o FC Porto. Afinal, ser campeão três vezes consecutivas significa prolongar por três temporadas o insucesso dos outros o que, numa lógica de progressão geométrica, implica o crescimento exponencial do descontentamento entre os adeptos dos clubes adversários e da necessidade de os respectivos dirigentes se desculparem. Por muito estafadas que estejam as desculpas. Em contrapartida, tal como diz Bosingwa aqui ao lado, desta vez o mérito do triunfo do FC Porto foi tão claro, que ninguém vai conseguir encontrar desculpas. O que não impede que tentem.

Ana Ferreira disse...

Eu cá por mim acho que o homem dos pneus tem razão, andam a querer tramá-los e eu acho que a Associação de Farmácias tem algo a ver com isto. Senão vejamos, se o Benfica não fica com o segundo lugar quem ganha? As farmácias, a venda de anti-depressivos deve subir em flecha isto para já não mencionar o Rennie. Ele anda a procurar os culpados no lugar eerado, a decisão mais acertada é mandar escutar os telefones dos farmacêunticos.

filipe m. disse...

Eu só pergunto quando é que a actual geração de supostos dirigentes desportivos vai para casa e dá lugar a alguém com um bocadinho mais de integridade (e juízo).
Na minha terra o futebol jogava-se no campo e não num qualquer púlpito improvisado à frente dos microfones da comunicação social. Aquilo a que se assiste hoje em dia mete nojo. Mas obviamente que isto é só a minha opinião...

m.camilo disse...

E tens toda a razão.

Binha disse...

Chamem a polícia! Chamem a polícia!

Ana Ferreira disse...

Essa célebre música cantada pelo não menos célebre grupo do Porto, os Trabalhadores do Comércio, é só adaptar em vez de "Chamem a polícia que eu não pago" coloque-se "Chamem a polícia que eu não ganho", pode-se ouvir aqui o original.

dragao vila pouca disse...

Vieira , Delgado, Chalana, A BOLA e Sílviozinho Cervan têm tratamento Vip em :dragão até à morte.
ESte blog já está nos favoritos.
Cumprimentos