16 fevereiro 2008

De rara sensibilidade e beleza

Não estava a pensar fazer comentários a este filme, mas achei por bem deixar uma pequena nota:
Desde pequenos que nos incutiram a ideia de que ao pinóquio, só mesmo o seu imenso coração o salvou. Tentaram reprimir-nos (embora sem grande sucesso), recorrendo à figura da voz grilo fascizante, a pequena mentira, o espírito de aventura e a capacidade de fazer disparates, com o fito de nos transformarem em adultos responsáveis.
Apesar de eu sempre ter achado que o grilo devia ter sido morto à nascença pensei, durante anos, que era o único que via assim as coisas.
Agora, passados mais de 34 sobre a leitura do livro, aparece finalmente quem ofereça o meu ponto de vista a todos! Pena é ser do Skip...



... continuo a preferir o Presto! Por causa dos glutões :D

2 comentários:

m.camilo disse...

Oh pá, não havia necessidade de me lembrares que ainda não saí desse "estado" acriançado... :|
para além disso, continuo a ficar parado, feito parvo, à espera da actuação dos glutões depois de serem largados para a actividade que foram criados.
É um pouco como o Ovomaltine...
Havia de haver também um organismo especial para a educação enganosa, onde nós crianças nos pudessemos queixar.

sabe disse...

Quando precisares de companhia para os teus filhos diz, que eu e o m. camilo vamos contigo, fazer m.....